Por meio de um Decreto de Necessidade e Urgência, o Estado argentino estabeleceu que 1% dos cargos do Setor Público Nacional será destinado a pessoas travestis, trans, transgênero e transsexuais. Esta conquista histórica do coletivo LGBTIQ+ se circunscreve na luta para alcançar uma Lei Integral Trans.

Seu impacto no feminismo é incalculável. Com sua tese, a primeira doutora em direito do Paraguai defendeu a igualdade de gênero. Foi a primeira mulher integrante do máximo tribunal de justiça do país, embora, paradoxalmente, nunca pôde exercer sua cidadania. Serafina Dávalos é uma das principais referências históricas do feminismo no Paraguai.

No Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher, várias manifestações e apresentações artísticas foram realizadas no Uruguai em diferentes partes do país. via @AFM_mujeres

No Brasil, movimentos, organizações e defensores/as dos direitos sexuais e reprodutivos têm se articulado na Frente Nacional contra a Criminalização das Mulheres e pela Legalização do Aborto. Buscamos ocupar a mídia convencional e a alternativa com artigos e posicionamentos pela extinção da portaria e em defesa do direito ao aborto.

As mulheres não partem, as mulheres desaparecem. O machismo, a indiferença e ineficiência do Estado e uma sociedade tolerante com a violência contra a mulher desaparecem. via @AFM_mujeres

Relatar minha vivência partindo de uma referência audiovisual é estimulante e, inclusive, útil como ponto de partida para pensar que coisas mudaram no deserto australiano, do qual pouco sabemos se não por meio de documentários ou histórias sobre animais e insetos mortais.

Está terminado o processo eleitoral de 2020. A partir dos resultados, o que podemos avaliar sobre a força do campo político progressista em relação ao campo político conservador? O que muda na vida da gente com esta eleição municipal? Estas são questões que desafiam o movimento feminista e nós queremos refletir sobre elas neste episódio do Faísca.