Na fé que Deus opera milagres, mulheres evangélicas sofrem caladas agressões psicológicas, verbais e físicas de seus maridos. Você conhece alguém assim? Lembre a elas o ensinamento de Jesus: Amar é o primeiro e maior mandamento!

Dentro de cada indígena há muita espiritualidade. “Viemos da terra. A força da natureza faz valer cada palavra das mulheres indígenas, anciãs, avós e de cada povo. Quando fere nosso território fere nosso corpo, fere nosso espírito”

O feminismo e auto-organização entre mulheres é essencial para combater o fanatismo religioso. Precisamos opor ao fundamentalismo nossas experiências feministas de transformação feita por mulheres que criam territórios de resistência e empatia, que criam territórios de solidariedade e proteção.

“A tradição cristã é marcada pelas feridas abertas da misoginia tornada dogma e doutrina. Toda a hierarquia, autointitulada sagrada, foi construída sobre bases sólidas de ódio a nós, mulheres”. Leia o manifesto completo!