Nós, mulheres organizadas da sociedade civil, que formamos a Campanha Levante Feminista em Pernambuco, articulada à Campanha Levante Feminista Nacional, exigimos respostas urgentes e efetivas à primeira mulher governadora de Pernambuco. É inadmissível seu silêncio em meio a tantas mortes.

A luta por direitos e melhores condições de vida das Trabalhadoras Domésticas nos dá veredas para entender o profundo significado do passado, presente e futuro das relações sociais e, da luta por direitos e democracia no Brasil.

A convivência pacífica entre os povos das várias nações deve ser uma prerrogativa sustentada na justiça social mundial e não em valores abstratos e definidos unilateralmente por aqueles que dominam a riqueza do mundo e a produção de armas de guerra como negócio altamente rentável.

Nós, do SOS Corpo, recebemos com muita tristeza e consternação a notícia do falecimento de Nalu Faria, referência afetiva e política para nós, para o movimento feminista no Brasil e de outros países do mundo.

É com muita revolta e indignação que nós do SOS Corpo, recebemos a notícia do assassinato da Ialorixá Bernadete Pacífico, liderança nacional da CONAQ, em sua casa no quilombo Pitanga dos Palmares, localizado no estado da Bahia.

A regulação das big tech deve voltar à pauta do congresso Nacional em breve, é o que promete o relator do PL 2630, Orlando Silva, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino. Por isso trazemos um texto para atualizar a militância sobre a tramitação, os defensores e opositores do projeto e, mais importante, discutir a importância da regulação das plataformas digitais e o impacto que as grandes empresas de tecnologia têm na democracia, destacando o acesso desigual à internet, o potencial de manipulação das notícias falsas e a necessidade de responsabilização das empresas. Também detalhamos aqui os escândalos envolvendo o uso indevido de dados pessoais pelas redes sociais. No nosso ponto de vista, a regulação proposta na PL 2630 é o mínimo que podemos fazer para conter o caos e garantir a transparência nas plataformas.

A Frente Nacional contra a Criminalização das Mulheres e pela Legalização do Aborto (FNPLA)
manifesta o mais veemente repúdio pela condução do processo de Santa Catarina em que a criança, de apenas 11 anos de idade, pede autorização para a realização de um aborto legal em que a gestação resultou de um estupro.

Feminista, fotógrafa, professora da arte, Glória Ferreira militou contra a ditadura civil-militar brasileira e foi exilada na Europa, nos anos 1970. No exílio, integrou o Círculo de Mulheres Brasileiras em Paris e atualmente, fazia parte do Coletivo Peitamos, que voltou a reunir muitas integrantes do Círculo.

1

Neste 8 de março de 2022, Dia Internacional de Luta das Mulheres, expressão da organização e luta feminista ao longo da história, nós do SOS Corpo Instituto Feminista para a Democracia, nos manifestamos em defesa da ação política feminista para enfrentar o patriarcado racista capitalista, sistemas sangrentos que nos violam, nos matam e precarizam as vidas de nós mulheres! 

Organizações que atuam na luta em defesa dos Direitos Humanos no Brasil, entre elas o SOS Corpo, lançaram manifestação sobre fala da Ministra Damares nas Nações Unidas CDH49 ONU, que divulgou falsas informações sobre a situação dos direitos humanos no país.