Hoje, 6 de julho, às 17h, no canal do instagram da @ulivrefeminista tem mais um Prosa Feminista, que recebe Larissa Santiago e Thiane Neves para debater sobre pesquisas de mulheres para mudar o mundo! Não perde!

Respeitar a vontade dos cidadãos peruanos é uma ação democrática. Feministas rejeitam tentativas tendenciosas de declarar fraude eleitoral, que foram conduzidas de forma limpa e transparente. via @AFM_mujeres

De 5 a 9 de julho, a Universidade Livre Feminista está com inscrições abertas para seu novo curso, voltado para militantes feministas de movimentos populares, especialmente para aquelas que tem menos contato com tecnologias digitais e têm dificuldades de acesso à internet.

A resposta irônica de Arthur Lira (PP-AL), atual presidente da Câmara, foi de que não havia “materialidade” para um processo de impeachment. Isso alimentou a indignação, e ele foi cobrado tanto nas redes quanto nas ruas. Em Maceió e em muitos lugares, uma faixa dizia “Arthur Lira é cúmplice do genocídio”.

O impacto da pandemia que escancarou de maneira cruel as precárias condições de vida de milhões de famílias brasileiras, especialmente as que são chefiadas por mulheres negras, será tema da aula aberta do FNRU no próximo dia 14 de julho. Saiba mais no post!

Num contexto de emergência sócio-sanitária que resulta no confinamento e restrição de muitas atividades económicas, os preços das rendas e despejos por incapacidade de pagamento aumentam de forma preocupante.

Reconhecendo a região Nordeste como um contraponto ao cenário nacional, posição demonstrada em diversos contextos políticos e eleitorais, os grupos reunidos neste seminários nos inspiram à resistência, incentivando-nos a protagonizar as lutas necessárias para realizar mudanças no Brasil.

Em um dia histórico, movimentos sociais e parlamentares de diversos partidos entregaram, na tarde desta quarta-feira, 30 de junho, ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, um “superpedido” de impeachment. O documento reúne cerca de 120 pedidos, baseado em mais de 20 crimes cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro.