Na pauta do Superior Tribunal Federal desde agosto, tese que beneficia o agronegócio tem julgamento adiado mais uma vez e gera apreensão sobre direitos indígenas. (Foto: Cícero Bezerra)

💥 Faísca [Ep2]💥O tempo, o custo e a política do cuidado. Conversamos sobre os mundos do trabalho, a política do cuidado, seu custo, além de importância da organização da luta e da figura histórica que foi a nossa companheira, Lenira Maria de Carvalho.

1

Trabalho elaborado por pesquisadoras do SOS Corpo reúne uma gama de dados divulgados no último ano para analisar o contexto do aprofundamento da epidemia da violência contra as mulheres no Brasil, diante de um cenário de crises provocadas pela pandemia e pelo projeto político bolsonarista. Baixe agora!

Começou nesta quinta-feira 12 de agosto e segue até o domingo, 15, o XII Congresso Nacional das Trabalhadoras Domésticas, que este ano tem como tema “Trabalhadoras Domésticas em Movimento-Luta e Resistência em Contexto de Pandemia e Trabalho Escravo”.

Estão abertas até dia 20 de agosto as inscrições para o curso Fontes e Veredas, atividade que integra o Plano de Formação Anual do SOS Corpo em 2021. Com o tema Inquietações Feministas sobre Corpo e Sujeito, o curso será realizado nos dias 25 e 26 deste mês em plataforma online e será ministrado por Betânia Ávila, Verônica Ferreira e Fran Ribeiro. Saiba como se inscrever!

Uma tristeza profunda se abateu sobre nós. Numa noite chuvosa e fria de um Recife quente, os bons ventos de agosto levaram nossa companheira Lenira de Carvalho. Ela se encantou, virou estrela, nos restando guardar a memória de seu brilho, que ficará como rastro no redemoinho do tempo da história deste país. Lenira Maria de Carvalho, PRESENTE, HOJE E SEMPRE!

A luta de Tereza de Benguela e de tantas outras mulheres negras ao longo dos anos segue em cada uma nós, independe da cor de nossa pele, segue em todos os corpos e rostos de das mulheres negras que hoje lutam em defesa do bem-viver.

Nós, da Articulação de Mulheres Brasileiras, viemos nos somar às mulheres negras do Brasil e da América Latina e do Caribe para afirmarmos nossa luta feminista antirracista, antipatriarcal e anticapitalista. Veja no post a programação da #AMBnoJulhodasPretas!

%d blogueiros gostam disto: