27 de abril é o dia de luta das trabalhadoras domésticas. Nestes tempos, mais luta do que nunca. A maioria das diaristas estão sendo dispensadas e demitidas ou estão sendo obrigadas a ir trabalhar em meio a pandemia, sujeitas aos riscos de contaminação por Covid-19 nos ônibus ou no trabalho de limpeza sem os devidos equipamento de proteção. Muitas estão enfrentando a fome e o desemprego. A nota da Fenatrad relembra momentos de luta e conquistas da categoria.

Ao constatarmos que nossas familiares que são empregadas domésticas e diaristas continuam trabalhando normalmente, salientamos a EMERGÊNCIA de atender à quarentena estipulada pelas autoridades e reivindicamos a DISPENSA REMUNERADA das empregadas domésticas e diaristas pelos empregadores para que, assim, cumpram com as exigências de precaução no combate à propagação contagiosa do COVID-19.

Instagram did not return a 200.