Durante o curso nacional Espiral Feminista, realizado pelo SOS Corpo, a prática do Feminismo Popular e suas interpretações a partir do movimento feminista foi uma das conferências que fizeram parte da programação. Assista!

Em conferência realizada durante o curso nacional Espiral Feminista, Maria Betânia Ávila apresentou sua análise do complexo sistema que tem o patriarcado, o racismo e o capitalismo dando substância ao outro, em retroalimentação. Assista!

Com aportes teóricos de pensadoras negras de referência para o movimento, Rivane Arantes, pesquisadora do SOS Corpo, trouxe reflexões sobre a importância do Feminismo Negro enquanto teoria e prática para a luta feminista por transformação social.

Curso nacional de caráter teórico-político organizado pelo SOS Corpo reuniu mais de 50 mulheres de diferentes partes do país em quatro dias de exposições, debates e grupos de trabalho que tiveram como inspiração, os feminismos e a luta antissistêmica para o fortalecimento do movimento feminista no processo de resistência democrática.

Assista AO VIVO a conferência de abertura do curso ESPIRAL FEMINISTA! A conferência de abertura contará com contribuição de Betânia Ávila fazendo uma leitura da conjuntura política mundial e de Carmen Silva, trazendo reflexões sobre o momento político brasileiro.

1

Em Pernambuco a história do movimento lésbico começa na casa de Josenita Duda. No final da década de 70 e 80, as mulheres se destacaram por esse processo de pensar, articular e fazer o movimento. Conheça a história da Articulação Homossexual de Recife e Região Metropolitana AMHOR

Betânia Ávila, socióloga e pesquisadora do SOS Corpo, apresentou algumas das facetas do neoliberalismo em articulação com os fundamentalismos e suas implicações na vida social durante sua participação na edição de julho do curso Caleidoscópio.