A situação brasileira se soma às preocupações globais sobre os rumos de desenvolvimento da internet, baseado em um modelo de negócios de crescente exploração de dados pessoais e de formação de monopólios digitais, e sobre as crescentes tentativas de regulação da internet a partir de perspectivas criminalizantes e pouco democráticas.

Do pronunciamento irresponsável do Presidente da República culpando as ONGs pelos incêndios à ação policial e midiática tentando criminalizar o Projeto Saúde e Alegria (PSA), há uma estratégia arquitetada para deslegitimar a atuação livre da sociedade civil brasileira que tem denunciado, desde o primeiro momento, as medidas autoritárias e antissociais do atual Governo. Por isso, a Abong vem a público manifestar sua solidariedade e apoio as lideranças do Projeto Saúde e Alegria (PSA) – CEAPS/ Santarém, pela seriedade de sua atuação e comprometimento na promoção de saúde das populações ribeirinhas e com as causas da defesa da floresta.

A prisão de quatro integrantes da Brigada Alter do Chão – responsáveis com combater os incêndios que atingiram a região em setembro – e a apreensão de equipamentos da organização Alegria e Saúde nesta terça-feira (26) surpreendeu pessoas de todo em Brasil. Em apoio, mais de 60 organizações, coletivos e movimentos populares manifestam solidariedade.

“Deus acima de tudo” é usado por extremistas ao longo da história para a implantação de regimes econômicos e políticos autoritários e violentos. Leia a nota do CONIC sobre a influência fundamentalista cristã no golpe na Bolívia.

Na semana que o presidente Jair Bolsonaro ameaçou não renovar a concessão pública da Globo, foi lançada na Câmara dos Deputados a Frente em Defesa da Radiodifusão. Com mais de 270 deputados, a Frente é formada por alguns políticos donos de meios de comunicação, fato que fere a Constituição Federal, já que parlamentares não podem ter ou manter concessões públicas de radiofusão.

Instagram did not return a 200.