Lançado nesta quinta-feira, 3 de março, o pronunciamento do Grupo de Trabalho CLACSO Feminismos, Resistências e Emancipação, rechaça à invasão/guerra na Ucrânia, por quaisquer que sejam as suas motivações, denuncia o caráter destruidor do paroxismo patriarcal e clama pelo cessar fogo e pela paz.

Na Colômbia, as feministas alcançaram um progresso sem precedentes em toda a região latino-americana: a despenalização do aborto até a 24ª semana de gestação. Uma conquista transgressora que permite que as mulheres sejam as que decidam seus destinos.

Pela vida das mulheres do campo da cidade da floresta e das águas. Bolsonaro nunca mais. Por um Brasil sem machismo, sem racismo, sem LGBTfobia e sem fome. Basta de abusos! #PelaVidaDasMulheres #8M #8deMarço #AMBNo8deMarço #BolsonaroNuncaMais #ForaBolsonaroeMourao #Democracia

Evento pretende fortalecer a atuação conjunta em direitos humanos e dar visibilidade  ao documento que especifica as violações e apresenta recomendações aos órgãos e instituições locais, nacionais e internacionais, relativos a cada caso apresentado.

Ocupado desde o último dia 30 de janeiro, o antigo prédio do CSU tem ganhado vida, ação, luta e sonhos, depois de quase duas décadas de abandono pelo Estado. A luta é em defesa do direito à cidade contra a especulação imobiliária!

Resultado da série de webnários e informes produzidos ao longo do ano de 2021 pelo Observatório Direitos Humanos Crise Covid-19, livro repercute temas-chave sobre direitos sociais como trabalho e renda, impactos econômicos da pandemia, má gestão federal do SUS e muito mais. Acesse para baixar.