Como mulheres não indígenas e feministas antirracistas e anticapitalistas, unimos nossas vozes aos gritos das mulheres indígenas da Amazônia Brasileira.

Este dossiê foi realizado a partir de um acúmulo de escuta das mulheres indígenas, participantes do Fórum Social Panamazônico e do diálogo com a liderança indígena Telma Taurepang, Coordenadora Geral da União das Mulheres Indígenas da Amazônia Brasileira (UMIAB).

As eleições municipais mexeram na tradicional sub-representação das pessoas negras, mulheres, jovens, indígenas e LGBTs. Mas será que esse caminho pode revolucionar a política? Vamos debater sobre. ✊🏿🏳️‍🌈

Instagram did not return a 200.