#600atéOFim: Bolsonaro tira R$300 do auxílio emergencial conquistado por movimentos sociais

Foram meses desde o primeiro caso de coronavírus registrado no Brasil até que o governo federal tomasse alguma atitude mínima para assistir de milhões de mulheres e homens que estavam em situação de total desproteção social. Com muita pressão, movimentos sociais e partidos da esquerda conseguiram aprovar no Congresso Nacional o Auxílio Emergencial no valor de R$600, quando o governo Bolsonaro propunha um valor pífio de R$200.

No dia 1° de setembro, terça-feira, o governo federal anunciou a continuidade do Auxílio Emergencial por meio de uma Medida Provisória. Porém, o valor que Bolsonaro decidiu pagar até dezembro é de apenas R$ 300,00.

O auxílio emergencial foi uma conquista dos movimentos sociais em resposta à situação enfrentada pelo país em meio ao contexto de pandemia pela Covid-19 pra possibilitar a sobrevivência de brasileiras/os, que sofrem com o aprofundamento das desigualdades. Mais de 120 mil pessoas já foram mortas pela Covid-19 e perto de 4 milhões de pessoas estão infectadas.

No episódio 36 do A Casa é Sua dessa semana, o programa da Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma do Sistema Político mostra como prorrogar o auxílio até dezembro no valor de R$ 300,00 reais não será suficiente para garantir uma qualidade de vida à quem mais precisa.

Deixe uma resposta

Next Post

SOS Corpo participa de debate sobre violência doméstica em tempos de pandemia

sáb set 5 , 2020
Em debate realizado pelo Coletivo Mulher Vida, em transmissão online no facebook no último dia 02 de setembro, Carmen Silva, educadora do SOS Corpo e militante feminista do Fórum de Mulheres de Pernambuco, foi uma das convidadas para falar sobre os agravamentos da violência doméstica contra as mulheres em tempos de pandemia.
Instagram did not return a 200.
%d blogueiros gostam disto: