Por que ainda é preciso lutar pelo fim da violência contra as mulheres?

De acordo com o Atlas da Violência, divulgado em 2019 pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, entre 2007 e 2017 houve um aumento de 30,7% dos casos de feminicídio. Na grande maioria dos casos, 88% dos responsáveis pelos crimes foram companheiros ou ex-companheiros das vítimas.

Em 2018 foram registrados um total de 66.041 estupros no país, sendo 180 por dia. 53,8% desse total se referem violações de meninas. Os dados revelam que a cada hora quatro meninas de até 13 anos são violentadas no Brasil. Em 93% dos estupros registrados, os agressores são homens  próximos ou conhecidos das meninas e mulheres, o que revela uma questão profunda que é reflexo direto da influência do machismo e do sexismo na formação da sociedade.

Em Pernambuco esses índices também são absurdos e revelam o quanto a cultura machista e misógina avança. De janeiro à outubro deste ano já foram registrados 1.979 casos de violência sexual e 34.590 casos de mulheres vítimas de violência doméstica. Refletindo esses dados nacionais e estaduais, o Programa Fora da Curva convidou Carmen Silva, do SOS Corpo, Liliana Barros, da Rede de Mulheres Negras de Pernambuco e Mariana Azevedo, do Fórum de Mulheres de Pernambuco para responder: por que ainda é preciso lutar pelo fim da violência contra as mulheres?

Assista abaixo o programa que foi apresentado pela jornalista Débora Britto, da Marco Zero Conteúdo:

Deixe uma resposta

Next Post

30 anos do Fórum de Mulheres de Pernambuco - Histórias e memórias que se cruzam na luta feminista

sex nov 29 , 2019
Quando nos demos conta… 30 anos de luta feminista do Fórum de Mulheres de Pernambuco! Uma trajetória que foi construída com muitos corpos políticos, mulheres de diferentes lugares. Uma diversidade incrível que diz o que somos e nosso estar no mundo.
Instagram did not return a 200.
%d blogueiros gostam disto: