O Caso Mariana Ferrer reitera como o estupro é naturalizado pela sociedade brasileira e cada dia mais chancelado pelas instituições públicas. Para fazer frente ao avanço conservador, o movimento feminista, mais uma vez, denuncia a violência e a discriminação contra todas as mulheres. Não vão nos calar.

Como uma série de explosões em cadeia, em apenas uma semana centenas de denúncias sobre situações de violência de gênero surgiram em diferentes esferas da cultura, política, academia e trabalho. Somos milhares, estamos unidas e eles não terão mais o conforto do nosso silêncio.