O desemprego, a extrema pobreza e a emergência sanitária afetam mais as mulheres no País, que contam com redes de solidariedade e ação política para enfrentar as consequências da crise agravada pela COVID-19. Por Larissa Brainer, na Revista Bravas.

2

As Redes de Solidariedade estão desde o início da pandemia travando uma batalha para fazer com que milhares de pessoas não sucumbam à fome e ao coronavírus. Leia a reportagem especial do SOS Corpo e conheça algumas destas iniciativas e como apoiá-las!

A segunda live do SOS Corpo reuniu diferentes movimentos sociais que debateram as saídas que estão sendo construídas pela sociedade civil no enfrentamento da crise provocada pelo coronavírus e pelo governo Bolsonaro. Assista!

Live do SOS Corpo na próxima terça (9), às 16h, terá a presença de diferentes segmentos dos movimentos sociais para discutir quais as saídas possíveis para a crise e os caminhos para derrubar o governo Bolsonaro

Nessa terça-feira, 02 de junho, às 19h, vamos estar juntas com as mulheres do @mtstpernambuco para debater uma das questões centrais nesta pandemia: o aumento da violência doméstica contra mulheres e crianças que estão em confinamento. Salva na agenda! A transmissão vai ser pelo Facebook do MTST Pernambuco!