As Redes de Solidariedade estão desde o início da pandemia travando uma batalha para fazer com que milhares de pessoas não sucumbam à fome e ao coronavírus. Leia a reportagem especial do SOS Corpo e conheça algumas destas iniciativas e como apoiá-las!

1

As Redes de Solidariedade estão desde o início da pandemia travando uma batalha para fazer com que milhares de pessoas não sucumbam à fome e ao coronavírus. Ao mesmo tempo em que se mobilizam por recursos para amenizar a fome, seguem na luta em defesa de políticas públicas e para derrubar as estruturas que nos colocaram no abismo das desigualdades sociais.

No Programa Fora da Curva desta sexta, 16, que vai ao ar às 11h pelas rádios Universitária FM (99.9) e Paulo Freire (820 AM), vai debater as articulações políticas empresariais por trás da PL 948/2021, que quer legalizar o Camarote da Vacina! Não perca!

Temos poucos dias para pressionar os senadores contra o projeto que promove o Camarote da Vacina, permitindo que empresários vacinem suas famílias e funcionários e furem a fila da vacinação! Pressione já contra esse absurdo! #CamaroteDaVacinaNão!

FMPE tem, desde o início da pandemia, fortalecido uma extensa rede de mulheres, seus familiares e coletivos parceiros garantindo alimentos, insumos e informações seguras de prevenção ao Covid-19 através de ações de solidariedade. Clique e saiba como colaborar!

1

A denúncia traz uma série de apontamentos resgatando os vários momentos deste período da Pandemia no Brasil, aponta posturas irresponsáveis do Presidente da República Jair Bolsonaro e denuncia que o Brasil não tem conseguido adotar “medidas sanitárias e de proteção social da população, com a robustez que seria necessária para o caso, inclusive já experimentadas e adotadas por vários países”.

Que mundo é esse que nos fez chegar nesse estado de coisas? Uma pandemia incontrolável e veloz avança sobre a vida humana, em escala global. O poder do vírus desafia a ciência, os Estados-nação, as entidades multilaterais. O assombro do mundo vem dos sucessivos anúncios, mesmo nos países do Norte, da incapacidade de salvar vidas e evitar o número de mortes diárias e as imagens terríveis que se espalham velozmente.