A sargento da polícia militar foi morta pelo ex-marido, Evandro Bitencourt, em julho do ano passado na cidade de Forquilhinha, sul catarinense. A Polícia civil afirma que aguarda um laudo pericial para concluir o caso.

No programa Viva Maria, da Empresa Brasil de Comunicação, que foi ao ar no último dia 25 de março, Analba Brasão Teixeira, educadora do SOS Corpo e ativista feminista da Articulação de Mulheres Brasileiras, falou como foi o lançamento e os objetivos da Campanha Nacional Contras os Feminicídios #NemPenseEmMeMatar. Clique no link e ouça!

O Caso Mariana Ferrer reitera como o estupro é naturalizado pela sociedade brasileira e cada dia mais chancelado pelas instituições públicas. Para fazer frente ao avanço conservador, o movimento feminista, mais uma vez, denuncia a violência e a discriminação contra todas as mulheres. Não vão nos calar.