Denúncia Ao Vivo: Manifesto Pela Vida e Pelos Direitos das Pescadoras Artesanais

Na próxima segunda-feira, dia 23 de novembro, às 16h, organizações da sociedade civil lançam Manifesto Coletivo Pela Vida e Pelos Direitos das Pescadoras Artesanais. A Denúncia Ao Vivo marca os 13 meses de inoperância e de desrespeito às mulheres da pesca artesanal, que permanecem negligenciadas desde o crime socioambiental do petróleo na costa brasileira. 

A sucessão de violações de direitos humanos e dos direitos sociais de mulheres e suas comunidades por parte dos governos federal, estaduais e municipais têm agravado a situação de precarização e vulnerabilidade das pescadoras. A realidade de desproteção social vem mesmo antes da tragédia-crime e se aprofundou de maneira cruel durante a pandemia do coronavírus. 

Além do cenário de violações de direitos constitucionais garantidos, como o acesso à rede de saúde pública, as mulheres e suas famílias têm vivido no limbo da desinformação sobre os reais riscos que as mais de 5 mil toneladas de petróleo cru que contaminaram praias, estuários, mangues, rios, cadeias rochosas e faixas de areia representam a médio e longo prazo, os impactos para a vida cotidiana nas comunidades e para os ecossistemas. Desde a pandemia do coronavírus, pesquisas foram suspensas e o governo do estado de Pernambuco não tem repassado verbas para a execução do monitoramento das regiões atingidas. 

Sem uma investigação competente e da total falta de ação do governo Bolsonaro-Mourão, característica da sua política de morte, pescadoras e pescadores seguem sem respostas, soluções e reparação por parte dos culpados pelo crime. O lançamento do manifesto é uma ação coletiva de organizações que querem denunciar a invisibilização das consequências do fato e dos impactos que a conjuntura de crise política, social e sanitária tem causado na vida das mulheres da pesca artesanal. 

Se somam nesta Denúncia ao Vivo: Articulação Nacional das Pescadoras – ANP; Conselho Pastoral dos Pescadores – CPP; Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional – FASE; Grupo Curumim; e SOS Corpo Instituto Feminista para a Democracia.

SERVIÇO:

Lançamento Manifesto Pela Vida e Pelos Direitos das Pescadoras Artesanais

Dia 23 de novembro 2020

16h

Transmissão ao vivo pelo youtube e facebook das organizações:

Youtube: SOS Corpo / FASE / Curumim

Facebook: CPP / ANP

(clique nos nomes para ser direcionada/do para as páginas)

Deixe uma resposta

Next Post

[LIVE] Programa Nacional de Direitos Humanos: Balanço Prospectivo

qui nov 19 , 2020
Live hoje às 19h reflete sobre Direitos Humanos no Brasil. Desde a criação do programa, em 2009, as disputas, avanços e dificuldades de implementação, além de perspectivas para um contexto de crise econômica política e sócio-cultural. Chega mais!
Instagram did not return a 200.
%d blogueiros gostam disto: