MULHERES em tempos de pandemia

Passei a manhã refletindo como fazer nesse momento de isolamento com uma criança de 12 anos, o trabalho doméstico e profissional, tudo junto e misturado… Também tem a parte nova do início de um namoro em tempos de confinamento 🙈🙈🙈🙈 Como conciliar tudo ???

Documentos serão espalhados na mesa de jantar, retirados para as refeições, a filha vai querer ajudar, porque isso é novidade dentro da casa dela. Vou precisar parar em alguns momentos para orientar nas fichas de exercícios que a escola está enviando, vou estender as roupas, ela vai lavar os pratos, vamos rever os objetos e fotos guardadas de quando era pequena ou nem havia nascido. Vamos assistir desenho animado comendo pipoca, assistir os filmes de quando eu tinha 15 anos….ela adora…. 

O namorado vai ter que acompanhar os cuidados e as orientações e entender que também teremos menos tempo sozinhos. Mas vamos ficar mais próximos juntos em casa. Conversaremos mais e vamos cozinhar juntos e trocar ideias do que é possível para nos distrairmos nesse momento. Luana, minha filha, adora ouvir histórias da família, pessoas que já se foram e ela não conheceu, tempos que ela não viveu…. Então ao mesmo tempo que nós afastamos de muitos por conta do isolamento, vamos aproximar de pessoas que são tão próximas, mas de quem a rotina nos afasta. Vamos aproveitar para olhar os nossos que, às vezes, na pressa do dia-a-dia, o tempo de afeto e conversas são curtos.

As amigas idosas, acostumadas a cuidar da vida sozinha, mães que criaram seus filhos e netos também sozinhas, sempre cuidando, agora são obrigadas a serem cuidadas. Não podem ir ao mercado, na lotérica, conversar com a vizinha, colocar o neto no colo. Não podem nem fazer a feirinha, nem conversar com seu João da padaria. Sacar o dinheiro da aposentadoria e pagar as contas todas no mesmo dia, nem pensar! O que fazer com elas???? Como contê-las  casa???? Como ensiná-las que mesmo com toda força e garra precisam ser cuidadas e sempre precisaram, mas não se deram conta e nem nós também 😟😟

É isso, compas, conversem, cozinhem juntos, façam novas receitas, leiam juntos, fechem os olhos em alguns momentos e descansem, no meio dessa tempestade precisamos buscar a calmaria em algum instante. Abraço forte em todas e vamos seguindo juntas na luta de um forma diferente…

Deixe uma resposta

Next Post

Maioria entre informais, mulheres têm lugar central na inédita renda emergencial

ter mar 31 , 2020
Por três meses, mães chefes de família terão acesso a R$ 1200 para enfrentar crise do coronavírus; medida atende principalmente à população feminina negra, historicamente mais precarizada
Instagram did not return a 200.
%d blogueiros gostam disto: