• Home »
  • agenda »
  • Debate e lançamento de livro sobre neoliberalismo são destaques do Centro Cultural Feminista do SOS Corpo, próxima quarta, dia 21.

Debate e lançamento de livro sobre neoliberalismo são destaques do Centro Cultural Feminista do SOS Corpo, próxima quarta, dia 21.

O SOS Corpo convida todas e todos para mais uma edição do Centro Cultural Feminista, que acontecerá próxima quarta (21), a partir das 18h, na Sede do SOS na Madalena, que traz a Recife o lançamento do livro “A Razão Neoliberal: Economias barrocas e pragmática popular” da autora argentina, feminista e ativista do coletivo “Nem Uma A Menos”, Verónica Gago; seguido de uma roda de debate sobre “Como sair dessa? Táticas populares da vida e neoliberalismos”, que contará com a participação da autora e também da professora e militante feminista da Articulação de Mulheres Brasileiras, Sílvia Dantas.

Editado na Argentina no final de 2014, “A Razão Neoliberal” propõe um debate sobre o neoliberalismo, seu enraizamento nas subjetividades populares e suas formas de persistência depois das fortíssimas revoltas antineoliberais, que comoveram o continente no início do século. A autora propõe reabrir as discussões acerca da própria noção de neoliberalismo e seu suposto “fim”. Para Verônica, a fórmula Estado vs. mercado simplifica os papéis e impede-nos de pensar como o neoliberalismo não vem apenas “de cima para baixo” (governos, corporações e organismos internacionais), mas torna-se persistente justamente porque consegue ler e capturar tramas vitais que operam produzindo valor, inventando recursos onde não há, repondo infraestrutura popular diante do despojo e criando modos de vida que excedem as fronteiras do capital: um neoliberalismo também “de baixo para cima”.

Nesse sentido, o livro propõe pensar o neoliberalismo não como uma doutrina homogênea e compacta para exercer os governos, e sim também como uma complexa tecnologia para governar, a qual inclui enfocar a multiplicidade de níveis nos quais ele opera, a variedade de mecanismos e saberes envolvidos e os modos em que se combina e articula, de forma desigual, com outros saberes e formas do fazer. As práticas de “baixo para cima” (as feiras, as oficinas têxteis, a favela etc.) por sua vez, operam uma pluralização do neoliberalismo que permitem ver a articulação com formas comunitárias, com táticas populares de resolução de vida, com empreendimentos que alimentam as redes informais e com modalidades de negociação de direitos que se servem dessa vitalidade social.

A importância deste debate pode ser de grande utilidade para repensar os processos políticos no Brasil, diante do novo governo que buscará impor um modelo profundamente neoliberal em termos econômicos, porém acrescido de uma ideologia conservadora e fundamentalista em termos de cultura e formas de vida, no contexto de uma sociedade que está vivenciando os limites destrutivos do capitalismo e diante dessa ameaça responde com violência e medo. Então, como sair dessa?

Serviço:

Lançamento do livro “A Razão Neoliberal: Economias barrocas e pragmática popular”, de Verônica Gago (Argentina) e debate “Como sair dessa? Táticas populares de resolução da vida e neoliberalismo”, com as debatedoras Verônica Gago (Ni Una a Menos) e Sílvia Dantas (Articulação de Mulheres Brasileiras).

Quando? Quarta, 21 de novembro.

Hora? A partir das 18h.

Local? Centro Cultural Feminista do SOS Corpo

Endereço? Rua Real da Torre, 593 – Madalena, Recife.

 

Sobre a autora: Verónica Gago, nasceu em Chivilcoy, Buenos Aires – Argentina, em 1976. Foi membro do coletivo de pesquisa militante “Situações”. Trabalha como docente da Universidade de Ciências Sociais (Universidade de Buenos Aires) e na Universidade Nacional de San Martin (UNSAM) e é pesquisadora do CONICET – Conselho Nacional de Investigações Cientificas y Técnicas.
Atualmente é parte do Coletivo “NiUnaMenos” em Argentina.