• Home »
  • agenda »
  • Periférica: Mostra de Cinema de Camaragibe exibe curtas e longa-metragens de todo o Brasil de 04 a 06 de outubro

Periférica: Mostra de Cinema de Camaragibe exibe curtas e longa-metragens de todo o Brasil de 04 a 06 de outubro

Evento marca a reabertura do Cineteatro Bianor com exibição de filmes para público adulto e infanto-juvenil.

A Periférica – II Mostra de Cinema de Camaragibe exibe uma diversificada programação de filmes brasileiros nos dias 04, 05 e 06 de outubro (sexta, sábado e domingo) no município de Camaragibe, localizado na Região Metropolitana do Recife. As exibições e debates acontecem no Cineteatro Bianor Mendonça Monteiro, equipamento municipal localizado na Vila da Fábrica, bairro histórico de Camaragibe. A programação conta com 46 filmes, sendo 43 curtas e três longa-metragens, com destaque para filmes pernambucanos e obras realizadas por mulheres, indígenas e negros. As obras são nas categorias ficção, animação, documentário e experimental, produzidas nos estados da Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Sergipe, São Paulo. A entrada é gratuita. Não há necessidade de retirada de ingressos antecipadamente. Uma feira de economia criativa também integra a programação, funcionando das 16 às 21h na Praça do Guarany, localizada em frente ao cine teatro.

Acesse a programação no link
http://bit.ly/Periferica_Programacao

A Mostra Periférica é realizada pela produtora Ambar e Pós -Traumático Coletivo, com incentivo do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura), mantido pela Secretaria de Cultura, Fundarpe, Governo de Pernambuco, e apoio da Prefeitura de Camaragibe / Fundação de Cultura de Camaragibe. A primeira etapa da mostra foi realizada em agosto com oficinas e exibições de filmes em quatro escolas públicas de Camaragibe.

O intuito da Mostra Periférica é tornar a sétima arte mais acessível em Camaragibe, contribuindo para formação de público para o audiovisual e para as transformações sociais e políticas. Por isso, o evento homenageia este ano a militante social camaragibense Josenita Duda, que desde o final dos anos 70 atua junto aos movimentos feministas e sociais. Atualmente, Josenita com 62 anos, continua desenvolvendo um importante papel de liderança e protagonismo feminino em Camaragibe.

A programação da Periférica é formada por mostras de curtas-metragens não-competitivas que passaram por curadoria e obras convidadas, incluindo filmes de longa-metragem como “Divino Amor”, de Gabriel Mascaro (PE, 2019, fic, 101 min) e “Estou me guardando pra quando o carnaval chegar”, de Marcelo Gomes (PE, doc, 2019, 86 min). Todos os filmes são inéditos em Camaragibe, alguns inéditos em Pernambuco.

A Mostra Camará é destinada a curtas-metragens produzidos em Pernambuco; a Mostra Aquarela, para curtas produzidos nos demais estados brasileiros; a Mostra Josenita Duda, para curtas realizados por mulheres; e a Mostra Origens, para curtas de realizadores e realizadoras indígenas e/ou afro-brasileiros. As sessões especiais são dedicadas a longas-metragens, para curtas com temáticas de terror e que abordam o tema LGBTQI+ (Sessão da Meia Noite) e filmes para o público infanto-juvenil (Sessão Camará Mirim). A coordenação de curadoria e programação foi realizada pelo cineasta Carlos Kamara.

Abertura

Nesta sexta (04/10), a  mostra inicia, às 14h, com o debate “O cinema negro no Brasil – desafios e perspectivas” com Iris Regina, José Cleiton Carbonel e Kalor Pacheco, com mediação de Ângelo Fábio. Às 16h, tem sessão especial com o longa-metragem documental “Espero tua (Re)volta”, de Eliza Capai (SP, 2019, doc, 93 min), premiado no festival de Berlim e no Cine PE 2019. Em seguida, sessão de abertura com homenagem à Josenita Duda e exibição do curta baseado no poema “Ilha”, da escritora Ezter Liuc, criado durante a Oficina Da Poesia ao Vídeo, ministrada por Eva Jofilsan. Às 18h40, a exibição dos episódios da série de animação “Bia Desenha”, de Kalor Pacheco e Neco Tabosa. A noite encerra com mostras de curtas, com obras de Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo. Entre os filmes, estão obras de realizadores que moram em Camaragibe como “Noturnas” (PE, fic, 2019, 12 min), de J. Braves, e  “O Quarto Negro” (PE, fic, 2019, 22 min), de Carlos Kamara, este um dos curadores da Periférica.

Programação

Durante a mostra serão exibidos premiados curtas pernambucanos como “Thinya”, de Lia Letícia (PE, 2019, fic, 16min) e “Guaxuma”, de Nara Normande (PE, 2018, ani, 14min). “Thinya” será exibido pela primeira vez na Região Metropolitana do Recife, depois de ter recebido prêmios nos festivais Cine.Ema/Mulheres (ES), na 18ª Mostra do Filme Livres (SP), na 12º Edição do Curta Taquary (PE) e no 1º Festival de Cinema Indígena de Águas Belas (PE). Já a animação “Guaxuma” ganhou prêmios internacionais no Cinequest Film & Creativity Festival; no 34° Festival Internacional de Cine en Guadalajara; Hamptons International Film Festival (EUA), entre outros.

Dos curtas nacionais, destaque para “Alma Bandida” (MG, fic – 2019, 15 min), de Marco Antônio Pereira, selecionado para o Festival de Berlim em 2018. Outro filme de grande repercussão é  “O Malabarista” (GO, anim – 2018, 11 min), de Iuri Moreno, que foi exibido em mais de 50 festivais nacionais e internacionais, entre eles, Festival de Havana (Cuba), Chicago International Children’s Film Festival (EUA), Guarnicê Festival de Cinema (Maranhão) e Olhar de Cinema (Curitiba).

Sobre o Cineteatro Bianor Mendonça Monteiro

A Mostra Periférica marca a reabertura do Cineteatro Bianor Mendonça Monteiro. Com 406 lugares e palco italiano, o Cineteatro Bianor já recebeu eventos como o Festival Varilux de Cinema, Palco Preto, Animage e Encontro de Artes Cênicas de Camaragibe. O nome do Cineteatro é homenagem a um célebre agitador cultural, o senhor Bianor Mendonça Monteiro, que nos anos 1950 criou um grupo de teatro em Camaragibe. O Cineteatro foi requalificado a partir de uma emenda parlamentar do ex-deputado estadual Edilson Silva, e custou 150 mil reais em recursos do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM).

Sobre a curadoria

A Comissão Curadora da Mostra Periférica foi formada por Ângelo Fábio, Amanda Ramos, Carlos Kamara, Caio Sales e Izabel de Fátima Cruz Melo. Entre os 398 filmes inscritos de todo o país, 398 se candidataram na categoria nacional, 47 para a programação de filmes pernambucanos, 82 para a mostra de curtas dirigidos por mulheres e 26 na mostra para obras realizadas por cineastas indígenas e afro-brasileiros.

Fotografia: Aline Sales

Sobre a homenageada

A militante social camaragibense Josenita Duda desde o final dos anos 70 atua em movimentos feministas e causas sociais no Brasil, com destaque para a defesa e a promoção dos direitos da comunidade LGBTQI+, dos direitos humanos e da saúde pública, sendo uma das primeiras agentes de saúde de Camaragibe. Durante os anos 80 participou de movimentos estudantis, formou ONGs, espaços de arte, cultura e educação. Hoje com 62 anos, aposentada, solteira e sem filhos, moradora do bairro de Alberto Maia, Josenita Duda mantém-se ativa levando informações a população sobre os direitos humanos, saúde preventiva para as mulheres e a importância do SUS – Sistema Único de Saúde.


SERVIÇO: 
II PERIFÉRICA  – MOSTRA DE CINEMA DE CAMARAGIBE
De 04 a 06 de outubro de 2019

Local: Cineteatro Bianor Mendonça Monteiro – Av. Dr. Pierre Collier, 441, Vila da Fábrica, Camaragibe.
Entrada gratuita
Acesse a programação no link http://bit.ly/Periferica_Programacao 

Acompanhe a Mostra Periférica pelas redes sociais

Facebook: https://www.facebook.com/mostraperiferica/
Instagram: https://www.instagram.com/mostraperiferica/