Ação de Fortalecimento da rede
Articulação de Mulheres Brasileiras

O projeto Fortalecimento da Rede Articulação de Mulheres Brasileiras – AMB, apoiado por União Europeia, e executado por SOS Corpo, CFEMEA e REDEH, de agosto 2018 a agosto 2021, tem como objetivo principal contribuir para a implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Este é um desafio para todas as organizações da sociedade civil brasileira na conjuntura política e socioeconômica na qual estamos inseridas.

Como o projeto se vincula aos

Os ODS 3 e 11 tratam respectivamente de Saúde e Bem Estar e Cidades e Comunidades Sustentáveis. Estes dois campos de Ação correspondem a direitos fundamentais que estão nas agendas dos agrupamentos locais da rede AMB. As mulheres organizadas em grupos mobilizam cotidianamente suas comunidades para atuarem junto ao poder legislativo e executivo no intuito de implementação de serviços públicos de qualidade.

O ODS 5, Igualdade de Gênero, e 10, Redução das Desigualdades, podem ser diretamente relacionados com a própria existência da AMB. A auto-organização das mulheres em uma rede nacional, ao mesmo tempo que é um caminho para a luta por igualdade, é também uma conquista relacionada ao direito de participação.

Já o ODS 16, Paz, Justiça e Instituições Eficazes, tem a ver com a atuação nacional da AMB neste contexto de crise política e socioeconômica que assola o Brasil.

Ressalta-se que este trabalho de fortalecimento da AMB se insere na construção de um ambiente político e institucional favorável, que gere o reconhecimento da relevância das redes de atuação da sociedade civil, em especial, das redes de organizações de mulheres. Este projeto contribuirá para aumentar a força da sociedade civil brasileira e sua capacidade de incidência para efetivação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, em especial para a luta por instituições públicas eficazes (ODS 16).

 

Quem é e como atua a

A AMB é uma rede cuja origem está no esforço de articulação do movimento de mulheres brasileiro no processo de preparação para a IV Conferência Mundial sobre a Mulher: Igualdade, Desenvolvimento e Paz, organizada pela ONU e realizada em Pequim (Beijing), em 1995.

 Tem, entre seus princípios, a definição de sua identidade feminista e o respeito à autonomia organizativa e política dos espaços organizativos que a constituem.

Estes espaços são articulações em cada unidade da federação, chamados redes, fóruns, núcleos ou articulações.

 Tem, entre seus princípios, a definição de sua identidade feminista e o respeito à autonomia organizativa e política dos espaços organizativos que a constituem. Estes espaços são articulações em cada unidade da federação, chamados redes, fóruns, núcleos ou articulações.

Destaca-se, nas duas últimas décadas, o enfrentamento da violência contra as mulheres; a luta pela legalização do aborto; a mobilização crítica da reforma da previdência social, a incidência sobre o orçamento público federal e a elaboração do Plano Plurianual (PPA) do Governo Federal e a crítica ao modelo de desenvolvimento.

O projeto de fortalecimento da

Semeadura

 A finalidade deste grupo de atividades é construir espaços de articulação e convergências entre AMB, movimentos locais e nacionais de mulheres, coletivos de mulheres em instituições políticas para incidência na esfera pública em favor de mudanças democratizadoras da política e da sociedade e que possam favorecer a implementação dos ODS 3, 5, 10, 11 e 16.

Adubação

A finalidade deste grupo de atividades é formar lideranças e apoiar sustentabilidade político financeira de planos estratégicos de ação nos territórios e redes de solidariedade local, com foco na ação estratégica local dos agrupamentos

Enraizamento

Este grupo de atividades tem por finalidade subsidiar práticas de gestão estratégica com monitoramento, avaliação e planejamento participativo adequados à ação em rede que é própria de um movimento que valoriza a horizontalidade

 

 

Florescimento

 

O florescimento está formulado como a expansão e

fortalecimento da AMB.

Este grupo de atividades está formado por ações locais e Campanhas nacionalmente articuladas

 
 

 

Colheita

Denominação adotada para as iniciativas de mobilização social e incidência na defesa de direitos nacionalmente articuladas e realizadas combinando ações públicas e artivismo em prol de mudanças no ambiente político-cultural e institucional favoráveis à efetivação dos ODS. 

 

Partilha

Denominação adotada para as iniciativas de mobilização social e incidência na defesa de direitos nacionalmente articuladas e realizadas combinando ações públicas e artivismo em prol de mudanças no ambiente político-cultural e institucional favoráveis à efetivação dos ODS.

 

Redes Sociais da AMB