15 de maio: Dia de Luta pela Educação

O (des)governo do Coiso segue a lógica do desmonte de todos os serviços públicos. Com a educação não podia ser diferente! E este tem sido um dos setores mais atingidos. Como se já não bastasse a Emenda Constitucional 95, que congelou por 20 anos os investimentos para os setores de saúde e educação, o governo agora promove uma série de mudanças que agravam ainda mais a situação da educação brasileira. Junto com isso, a reforma da previdência proposta segue também onerando professoras e as trabalhadoras com cortes de direitos, impedindo acesso à aposentadoria e benefícios da previdência pública.

Vamos somar nossas vozes na denúncia aos cortes nos investimentos públicos, aos ataques conservadores e à liberdade de pensamento, que visam impedir discussões sobre relações de desigualdade de sexo, raça e gênero para impor uma falsa moral, única, que esconde as violências e desigualdades vividas por todas nós mulheres!