• Home »
  • agenda »
  • Seminário Nordeste de Conjuntura começa dia 29 em Recife com tarde de resistência e aula pública

Seminário Nordeste de Conjuntura começa dia 29 em Recife com tarde de resistência e aula pública

Acontece em Recife entre os dia 29 e 31 de agosto o Seminário de Análise de Conjuntura Nordeste. Com iniciativa da Escola de Formação Quilombo dos Palmares (EQUIP) em parceria com organizações e redes de Pernambuco e de outros estados do Nordeste, o Seminário marca na agenda organizativa dos movimentos sociais um momento de análise da atual conjuntura política brasileira e quais têm sidos os impactos nesses oito meses de governo da extrema direita no país.

O Seminário objetiva aprofundar as reflexões e buscar convergências sobre a democracia que temos e a que queremos a partir das lutas de resistência dos movimentos sociais e populares no contexto do Nordeste brasileiro. A proposta do Seminário deste ano é dar continuidade aos debates sobre a conjuntura iniciados em novembro de 2018, logo após o resultado das eleições. Para dar luz à ação política e fortalecer as iniciativas de resistências da classe trabalhadora, a programação do Seminário prevê dois momentos importantes como explica Mércia Alves, educadora do SOS Corpo, uma das organizações parceiras na realização do Seminário.

“Considerando que estamos vivenciando um cenário árido e de uma disputa de narrativas por diversos canais de comunicação, propomos realizar um Seminário em que tenha um momento aberto ao público, com a realização de uma tarde de resistência e aula pública. Além da presença nos dias do seminário, o público direto, de 150 pessoas de coletivos, redes, fóruns, organizações e movimentos sociais e populares com atuação territorial no campo, na cidade, que articulem diferentes temas e causas como a luta por direitos das mulheres, juventude, negros/as, quilombolas, indígenas, sem-terra, sem-teto, população LGBTQ+, dentre outros, dos 9 estados do Nordeste”, explica. A organização do Seminário conta ainda com as parcerias da CUT/PE, do Fórum de Mulheres de Pernambuco, da FASE/PE, FETAPE, Rede de Educação Cidadã (RECID), Fórum de Juventudes de Pernambuco (FOJUPE), Centro de Desenvolvimento Agroecológico SABIÁ, ABONG/PE, Rede de Mulheres Negras de Pernambuco, Serviço de Tecnologia Alternativa (SERTA), Movimento dos/as Trabalhadores/as Sem Terra (MST) e vários coletivos e artistas da cidade.

No dia 29 de agosto, às 14h, será realizada abertura com a tarde de Artivismo e Resistência pela Democracia, no Armazém do Campo. Lá vão acontecer apresentações culturais, roda de debate, a Feira Agroecológica e Solidária Sandro Cipriano e no início da noite, uma aula pública sobre o tema do Seminário que irá  trazer elementos ao debate sobre as resistências no contexto de crise institucional democrática no Brasil. A programação neste dia segue até as 20h.

Já durante os dias 30 e 31 de agosto, no SINDSPREV/PE, o momento será de formação política interna. Para participar, as pessoas interessadas devem, além de atuar em algum movimento social ou organização popular, se inscrever no seminário através do link disponível abaixo.

SERVIÇO:

Seminário de Conjuntura do Nordeste: As lutas e resistências dos movimentos sociais do Nordeste na disputa e construção da democracia que queremos.

29 a 31 de agosto – Armazém do Campo e Centro de Formação e Lazer do SINDSPREV/PE.

Inscrições: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfvPjD0iG52NEndCaWWv-QETE1fpYXZtGeadh_N84jxV6sOHw/viewform