Na trilha das teorias e práticas do Feminismo Negro

Com aportes teóricos de pensadoras negras de referência para o movimento, Rivane Arantes, pesquisadora do SOS Corpo, trouxe reflexões sobre a importância do Feminismo Negro enquanto teoria e prática para a luta feminista por transformação social.

Lélia Gonzalez, Sueli Carneiro, Luiza Bairros, Jurema Werneck, bell hooks, Angela Davis, Patricia Hill Collins. Esses foram alguns dos nomes de intelectuais e feministas negras citadas por Rivane Arantes durante sua participação na conferência que discutiu Feminismo Negro no Espiral Feminista, curso nacional de caráter teórico-político realizado entre 19 e 22 de outubro em Pernambuco e teve a participação de militantes feministas de todo o Brasil.

Ancestralidade, resistência e saberes situados para a reconstrução da história, a partir de uma perspectiva antirracista para enfrentar o sistema capitalista-racista-patriarcal. Assista! 

Se inscreva no canal do SOS Corpo no YouTube e assista outros vídeos.