Mulheres pela Democracia

Organizadas no Comitê de Mulheres pela Democracia da Frente Brasil Popular no Rio Grande do Sul, mulheres, feministas, lideranças políticas, intelectuais, artistas e trabalhadoras vão realizar um ato em defesa da democracia no Brasil no dia 23 de janeiro. No Arco da Redenção, elas estarão reunidas, a partir das 16h, em Plenária contra as arbitrariedades no julgamento do ex-presidente Lula e em defesa da Democracia. O coletivo Sos Corpo está representadas pela educadora Analba Brazão.

Mulheres pela Democracia
O julgamento está marcado para o dia 24 de janeiro e vários atos e vigílias pela democracia estão sendo organizados nos estados. Além das arbitrariedades na condução do julgamento do ex-presidente, há muita repressão aos atos em defesa da legalidade da candidatura de Lula para as eleições de 2018. Na noite de domingo, 21, a Polícia Militar de Parintins (AM) prendeu quatro jovens – um deles menor de idade – por terem escrito “Eleição sem Lula é fraude” em muros de terrenos baldios da cidade. As fotos dos militantes foram divulgadas ilegalmente nas redes sociais da Polícia juntamente com informações e acusações falsas sobre e os jovens.

Em Recife, a vigília começa na noite do dia 23 e a concentração acontecerá na praça Tiradentes, que fica próximo à prefeitura. A frente Brasil popular convoca a militância para participar do acampamento que permanecerá em vigília permanente até o julgamento do ex-presidente que acontecerá no dia 24. A Articulação de Mulheres Brasileiras lançou nota oficial em defesa da Democracia expondo as arbitrariedade do julgamento apressado contra o ex-presidente. Leia aqui na íntegra.

19260641_576505122690653_6556256076439474752_n
Programação 23/01 – Recife
15hs Concentração na Praça Tiradentes
18hs Ato Político e Cultural em defesa de Lula
22hs Vigília permanente