Mulheres comemoram 30 anos de organização na CUT-PE

cutcortadaDe uma comissão de mulheres buscando espaço até a criação de uma secretaria estadual. Esse foi o caminho percorrido pelas mulheres da Central Única dos Trabalhadores (CUT-PE) nesses 30 anos de organização e articulação no âmbito de uma das principais entidades sindicais do País. Em comemoração à data, a CUT promoveu um seminário nesta quinta-feira (25) para analisar a atual conjuntura política na perspectiva das mulheres. Também houve uma roda de diálogo para discutir a organização da CUT e os desafios postos, com Carmen Silva (da equipe do SOS Corpo) representando o Fórum de Mulheres de Pernambuco.

“A data não poderia passar despercebida porque foram muitas batalhas ao longo desse tempo, que não podem ser relevadas”, ressalta a secretária estadual da Mulher Trabalhadora da CUT-PE, Liana Araújo. “Começamos com uma comissão e fomos evoluindo até nos tornarmos uma secretaria em 2006 (em Pernambuco).”

Liana explica que a atuação da secretaria está voltada ao mundo do trabalho. “As mulheres se reúnem para refletir sobre os problemas nessa esfera e discutir como vão se organizar para transformar isso”, diz, esclarecendo que as discussões políticas ocorrem em coletivos que encaminham as demandas para a secretaria executar.

A luta das mulheres pela representação, até alcançar a cota de 30% de participação na diretoria da Central, foi árdua, “como toda disputa por espaço de poder”, lembra Liana. Alcançado esse objetivo, as mulheres partiram em busca da paridade, que acabou se concretizando no Congresso Nacional da CUT, ano passado.

A direção meio a meio já é uma realidade na CUT nacional e nas estaduais. Também há recomendação para que os sindicatos sigam na mesma linha. “Agora, nosso desafio é conquistar paridade qualitativa, com mais mulheres ocupando cargos de poder como tesouraria, secretaria geral e presidência”, adianta Junéia Martins, secretária nacional da Mulher Trabalhadora da CUT. Há bons sinais no horizonte. “Já temos oito presidentas nas CUTs estaduais”, comemora Liana Araújo.