Lamentamos a partida da Colette Guillaumin

Colette Guillaumin, francesa, socióloga e feminista, nos deixou definitivamente no dia 10 de maio passado. Teórica das questões raciais e feministas, ela foi genial no seu pensamento crítico e radical e sua obra permanecerá nos inspirando. Temos, mais que nunca, a tarefa política de tornar suas ideias mais conhecidas para que nos ajudem a entender e combater cada vez mais este mundo tão desigual e injusto, no qual os poderes racistas, patriarcais e capitalistas operam, persistentemente, com estratégias de apropriação, exploração e dominação das mulheres.

O SOS Corpo, publicou em 2014, um texto de sua autoria intitulado “Prática de Poder e ideia de natureza” no livro “O Patriarcado Desvendado”, o qual é uma coletânea de textos clássicos de três feministas materialistas: Colette Guillaumin, Nicole-Claude Mathieu e Paola Tabet. Outros textos fundamentais de Guillaumin ainda restam a ser traduzidos para o português no Brasil, como por exemplo, os seus livros, L’Idéologie raciste, genèse et langage actuel, 1972 e Sexe, Race et Pratique du pouvoir, L’idée de Nature, 1992.