• Home »
  • agenda »
  • Mulheres das cidades do território de Suape participam de formação política e feminista

Mulheres das cidades do território de Suape participam de formação política e feminista


As aulas iniciam nesta quarta-feira (23) e seguem até o dia 27 de junho

As mulheres das comunidades dos oito municípios do território de Suape, que compõe as cidades do Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes, Moreno, Ipojuca, Escada, Ribeirão, Sirinhaém e Rio Formoso farão parte da Escola Feminista de Formação Política e Econômica.

O curso é ministrado pelo Centro das Mulheres do Cabo (CMC), sendo dividido em módulos: Gênero e Políticas Públicas, Violência contra Mulher e Lei Maria da Penha, Ciência Política, Feminismo e Comunicação.

As oficinas acontecem de forma descentralizada, a fim de facilitar o acesso das mulheres da sociedade civil, além de profissionais que atuam nos Organismos de Políticas Públicas para as Mulheres. Além disso, as participantes do Comitê de Monitoramento e Violência do Feminicídio do Território Estratégico de Suape (COMFEM) participam da iniciativa.

A aula inaugural começa nesta quarta-feira (23), às 9h, na sede do CMC, com acolhimento do grupo e uma discussão sobre gênero com a coordenadora da ação, Izabel Santos. À tarde, haverá no auditório do Shopping Costa Dourada uma palestra sobre a Conjuntura Política e as Questões de Gênero. Quem ministra o bate-papo é Carmem Silva, socióloga do Instituto Feminista para a Democracia SOS Corpo.

Nos municípios do Ipojuca e Ribeirão, haverá o módulo sobre Violência Contra Mulher, que será ministrado pelas educadoras do CMC, com a participação da delegada da Mulher do Cabo, Ângela Patrícia. Já o curso Feminismo será dado por Cristina Buarque, feminista Doutora em Antropologia. O módulo de Comunicação será conduzido, pela Doutora em Comunicação Ana Veloso.

No dia 7 de junho, dentro do módulo de Ciência Política, as participantes da formação política feminista, irão para Assembleia Legislativa de Pernambuco, conhecer o Projeto Mulheres na Tribuna que tem por objetivo receber, mensalmente, lideranças femininas de todo o Estado nesse importante espaço de decisão.