Entidades unificam discurso para reivindicar novos rumos da política no país

 

 

Por Ludimilla Carvalho

 

Neste sábado (02/08), o Fórum de Mulheres de Pernambuco (FMPE) promove uma reunião para avaliar ações desenvolvidas em duas campanhas: da Coalizão pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas e a campanha pelo Plebiscito Popular para a Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político. As iniciativas têm como objetivo ampliar e democratizar a participação da sociedade civil na política, hoje praticamente restrita ao voto.

A Coalizão pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas – que reúne 95 entidades – propõe um projeto de lei de iniciativa popular, cujo texto inclui temas como o financiamento democrático de campanha e a paridade de sexo entre candidatos nas listas dos partidos, sendo esta última, reivindicação antiga do movimento feminista. Já a ideia da campanha do plebiscito popular é consultar a população sobre a realização de uma constituinte para a reforma do sistema político. O movimento nacional é formado por mais de 300 organizações.

Embora o tema comum das mudanças no sistema político coloque lado a lado as propostas de ambos os grupos, só agora se decidiu unir nacionalmente ações para dar visibilidade e fortalecer o debate em torno das campanhas.

De acordo com Carmen Silva, do SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia, no FMPE e na AMB (Articulação de Mulheres Brasileiras, à qual o FMPE é vinculado) as campanhas já estavam sendo realizadas em conjunto, pois ao coletarem assinaturas para o projeto de lei (da Coalizão) em suas atividades, as entidades faziam paralelamente a mobilização da campanha do plebiscito da constituinte, exatamente por entender a necessidade da luta conjunta pela reforma política. Ainda segundo Carmen, o encontro deste sábado, deve servir para contabilizar as assinaturas que o projeto de lei já tem, além de discutir a distribuição das urnas para a votação do plebiscito, marcado para setembro. Ou seja, a reunião deve funcionar como balanço das ações realizadas até agora em âmbito local pelo FMPE.

Em escala nacional, o objetivo é que o esforço conjunto se concentre na Semana Nacional de Luta pela Reforma Política Democrática, que de acontecer de 01 a 07 de setembro, com a votação do plebiscito popular e o fortalecimento da coleta de assinaturas do projeto de lei de iniciativa popular.

Serviço:
Reunião FMPE sobre ações da Coalizão pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas e Campanha Nacional pelo Plebiscito Popular da Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político
Sábado, 02/08/14, às 8h30
Sindisprev – Rua Marquês de Amorim, 174, Ilha do Leite

Publicado em 01/08/14