As novas estratégias da Organização Mundial do Comércio

A Organização Mundial do Comércio
e suas novas estratégias

Disponível para download gratuito, o livro organizado pela militante da Articulação de Mulheres Brasileiras, Graciela Rodriguez, aponta para os possíveis temas e discussões, de acordo com observadores, levantados na reunião da OMC. Entre as áreas de negociação analisadas no livro estão: agricultura, setor de serviços, facilitação de investimentos, economia digital (ou e-commerce, que pode aparecer de maneira inédita na XI Ministerial), o futuro do trabalho na era digital e os impactos de gênero das negociações da OMC. Para tal, foram convidados especialistas brasileiros e internacionais para escreverem em sua respectiva área de atuação.

É a primeira vez da conferência da Organização Mundial do Comércio (OMC) na América do Sul, será realizada em Buenos Aires entre os dias 10 e 13 de Dezembro, acontece em um momento no qual a instituição está com o futuro incerto. A ascensão de governos de caráter mais nacionalista tem enfraquecido os principais pilares nos quais a organização se sustenta. Donald Trump, por exemplo, começou a contestar o multilateralismo e o livre comércio. Diferentemente de anos anteriores, o novo viés liberal dos governos de Brasil e Argentina também impõe tensões nas discussões que serão levadas à OMC.

A publicação é uma iniciativa da Rede Brasileira Pela Integração dos Povos (REBRIP) e do Instituto Eqüit, com apoio de duas organizações parceiras alemãs, a Rosa Luxemburgo e a Brot für die Welt (Pão para o Mundo).

 

Baixe o livro em PDF clicando aqui