Ação de Fortalecimento da rede
Articulação de Mulheres Brasileiras

O projeto Fortalecimento da Rede Articulação de Mulheres Brasileiras – AMB, apoiado por União Europeia, e executado por SOS Corpo, CFEMEA e REDEH, de agosto 2018 a agosto 2021, tem como objetivo principal contribuir para a implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Este é um desafio para todas as organizações da sociedade civil brasileira na conjuntura política e socioeconômica na qual estamos inseridas.

A ideia de concorrermos a um edital da União Europeia, que tinha várias exigência legais, foi proposta pelo SOS Corpo, Cfemea em parceria com Redeh e AMB, apresentada e aprovada na Plenária de Brasília, realizada em outubro de 2017 e sua metodologia foi discutida na reunião nacional que aconteceu no dia posterior à Plenária de maio de 2018 em São Paulo, quando estiveram presentes representantes de todos os estados em que temos agrupamentos”

Mensagem da coordenação da AMB na lista da Plenária 19/11/2018

Grupo Alvo

 

organizações integrantes da AMB, ou seja, agrupamentos locais e também grupos e coletivos de mulheres de classes populares, majoritariamente negras, uma grande parte constituída por grupos ou coletivos de mulheres jovens, periféricas e de populações tradicionais (quilombolas, indígenas, pescadoras, ribeirinhas.)

Grupos interessados

 


a) as organizações do grupo-alvo interessadas no fortalecimento de sua auto-organização e da rede;


b) movimentos de mulheres nacionais interessados em articulação e pactuação estratégicas em favor dos direitos sociais e políticas de promoção de equidade.


c) organismos de promoção dos ODS, da Agenda 2030 e /ou da equidade de gênero, sejam atores estatais e não-estatais, no plano local.

Objetivo Geral da ação

 

Contribuir para o protagonismo das organizações de mulheres ampliando sua força política como sujeito da defesa de direitos e consolidação da democracia política, social e econômica no Brasil por meio de mudanças que efetivem a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, em especial ODS 3, 5, 10, 11 e 16.

Objetivo Específico 

 

Fortalecer a AMB, promovendo o reconhecimento público de sua relevância para democracia e ampliando sua capacidade de produção de consensos e ações articuladas em favor das mudanças legais, políticas e institucionais necessárias para garantia e efetivação de direitos no atual contexto brasileiro.

Resultados

 

Agrupamentos locais fortalecidos em sua organicidade à AMB e com capacidade de vocalização dos interesses das mulheres; impulsionando redes de solidariedade local; com práticas renovadas de organização, cuidado entre ativistas, comunicação, articulação, advocacia e incidência coletiva nos territórios de sua atuação junto à população e autoridades locais.

 

Articulação de Mulheres Brasileiras consolidada em autonomia e autodeterminação, com capilaridade ampliada para os 27 estados da federação, maior diversidade das organizações integrantes, política de alianças consolidada, processos de coordenação democrática e estratégica instalados, visibilidade, expressão pública e incidência públicas aumentadas, nacional e localmente.

Adubação

 A finalidade deste grupo de atividades é construir espaços de articulação e convergências entre AMB, movimentos locais e nacionais de mulheres, coletivos de mulheres em instituições políticas para incidência na esfera pública em favor de mudanças democratizadoras da política e da sociedade e que possam favorecer a implementação dos ODS 3, 5, 10, 11 e 16.

Foto: Fran Ribeiro / Coletiva de Comunicação da AMB

Objetivo Geral da ação

 

Contribuir para o protagonismo das organizações de mulheres ampliando sua força política como sujeito da defesa de direitos e consolidação da democracia política, social e econômica no Brasil por meio de mudanças que efetivem a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, em especial ODS 3, 5, 10, 11 e 16.

Objetivo Específico 

 

Fortalecer a AMB, promovendo o reconhecimento público de sua relevância para democracia e ampliando sua capacidade de produção de consensos e ações articuladas em favor das mudanças legais, políticas e institucionais necessárias para garantia e efetivação de direitos no atual contexto brasileiro.

Resultados

 

Agrupamentos locais fortalecidos em sua organicidade à AMB e com capacidade de vocalização dos interesses das mulheres; impulsionando redes de solidariedade local; com práticas renovadas de organização, cuidado entre ativistas, comunicação, articulação, advocacia e incidência coletiva nos territórios de sua atuação junto à população e autoridades locais.



 

 

 

Articulação de Mulheres Brasileiras consolidada em autonomia e autodeterminação, com capilaridade ampliada para os 27 estados da federação, maior diversidade das organizações integrantes, política de alianças consolidada, processos de coordenação democrática e estratégica instalados, visibilidade, expressão pública e incidência públicas aumentadas, nacional e localmente.

Cursos Interestaduais de formação para participação da vida pública

 

os conteúdos serão construídos de forma colaborativa considerando sondagem prévia (nas oficinas estaduais) das dificuldades principais das lideranças locais e nacionais para atuar no contexto adverso e identificar e atravessar bloqueios à sua ação pública coletivamente articulada considerando as lutas e ações prioritarias da AMB local, nacional e internacionalmente. Estão previstos 5 cursos : 2 cursos no ano 1, 2 cursos no ano 2 e 1 curso no ano 3.

Visitas de acompanhamento local articuladas a debates públicos

 

 

Estas visitas cumprem duplo papel de gestão estratégica por parte da coordenação da AMB: visitar os estados onde os agrupamentos locais são inexistentes ou estão fragilizados, visitar os agrupamentos que estiverem implementado planos de ação estratégico local apoiados financeiramente por esta ação. Do ponto de vistas externo, a associação entre vistas da coordenação com realização de debates públicos locais contribui para o exercício de ações na vida pública local e confere visibilidade a AMB e agrupamento no estado.

 

Encontros Nacionais de Diálogo e Articulação Intermovimentos 

 

 

Esta atividade assegura ainda suporte para participação de representantes da rede AMB nas reuniões de Diálogo e Articulação nas Coalizões que a AMB integra. A finalidade é fortalecer e favorecer a política de presença das ideias e propostas da AMB em espaços coletivos da sociedade civil e contribuir para ampliar a audiência das ideias e propostas da AMB junto a diferentes parceiros do campo da sociedade civil progressista, contribuindo também para aumento da visibilidade, credibilidade e reconhecimento público das mulheres tanto no ambiente institucional como nos espaços de ação não institucionalizada da sociedade civil. A projeção é assegurar a presença da AMB em pelos menos 3 a 4 encontros por ano garantindo-se mais de uma integrante da AMB em cada encontro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As três atividades da Semeadura se retroalimentarão ao longo da Ação, e por isso esse conjunto de atividades está igualmente distribuído ao longo dos três anos: lideranças com formação aprimorada atuam em Diálogos e Articulações ali encontrando novos desafios a enfrentar na sua formação para esta ação mas ao mesmo tempo, a partir de sua ação poderão gerar ou consolidar iniciativas coletivas entre aliadas/os para enfrentar o problema comum do ambiente institucional desfavorável, tanto no plano local como no plano nacional, razão da urgência de formação política atualizada.

Adubação

 

 

a finalidade deste grupo de atividades é formar lideranças e apoiar sustentabilidade político financeira de planos estratégicos de ação nos territórios e redes de solidariedade local, com foco na ação estratégica local dos agrupamentos

Foto: Fran Ribeiro – SOS Corpo – FMPE

Cursos Nacionais de Formação para Ação em Rede

 

A finalidade destes cursos é colocar em debate a proposições sobre ação estratégica e em rede, resgatando metodologia já experimentadas e que dão certo no presente, favorecendo o abandono de práticas insuficientes para o contexto de atuação da rede hoje, e propiciando a apropriação de outras referencias úteis para o presente. A questão das práticas organizativas estará em foco. O cursos deve gerar mudanças nas práticas mas ancoradas na experiência repensada de modo a dar sustentabilidade para mudanças efetivas ao longo dos três anos. Os cursos acontecerão no primeiro e segundo anos da Ação. Espera-se que os cursos deem as bases necessárias para suas participantes conduzirem a formulação de planos estratégicos de ação local. Estão previsto 2 cursos, 1 no primeiro ano, e outro no segundo ano, cada um com 40 participantes/integrantes da rede A/grupo alvo.

Ciclo de oficinas para construção de plano nacional

 

 

Estas oficinas serão estruturadas em dialogo e colaboração estreita com as educadoras da equipe das organizações requerentes e da coordenação nacional da AMB. Tem por finalidade qualificar os planos de ação estaduais que poderão ser apoiados financeiramente e garantir aprimoramento das práticas de comunicação e artivismo, autocuidado e inovações criativas nos modos do agir da rede/grupo alvo frente o ambiente institucional local. As oficinas acontecerão no primeiro e segundo anos da Ação, sempre na sequência do curso nacional acima descrito. Serão 10 oficinas locais em 10 diferentes capitais de estados no primeiro ano e 10 oficinas no segundo ano. Cada oficina com 12 lideranças da AMB/grupo alvo local.

 

Apoio financeiro para execução dos Planos de Fortalecimento Locais e Ações locais de Advocacy

 

A finalidade deste apoio é garantir condições para efetivação dos planos construídos nas oficinas locais, favorecendo desta forma a própria ação da AMB, mas estruturada a partir das orientações e referencial desta Ação, portanto planos sintonizados com objetivos e resultados desta Ação. O apoio terá duas modalidades: sub-subvenção, mediante edital direcionado aos grupos integrantes da AMB, e apoio a ações locais, direcionado a grupos que ainda não possuem capacidade técnica e administrativa para gerir e executar recursos. Esta projetado apoio a 12 planos de fortalecimento local no ano 1, apoio a 12 plano de fortalecimento local no ano 2 e apoio a 48 ações locais de advocacia ao longo dos 3 anos.

Enraizamento

Este grupo de atividades tem por finalidade subsidiar práticas de gestão estratégica com monitoramento, avaliação e planejamento participativo adequados à ação em rede que é própria de um movimento que valoriza a horizontalidade

 

 

Coordenação e Gestão Estratégica e Participativa da rede AMB

 

 

 

 

 

Esta atividade concretiza-se na vida da AMB pela realização de encontros de seus espaços de plenárias nacionais e reuniões de coordenação. Complementa-se pelo suporte à atividades política de caráter estratégico das coordenadoras na dinâmica da AMB em sua vida interna e ações públicas: representação da AMB junto a autoridades e sociedade civil local e nacional, reuniões internas com lideranças da rede e grupos alvo em diferentes localidades do país para apoiar e orientar implementação das resoluções das plenárias nacionais. Por fim esta atividade inclui a coordenação da comunicação institucional da AMB e sua secretaria operativa. Sua realização será dialogada com as lideranças da organização proponente e, podendo contar com dialogo e cooperação da equipe de especialistas, educadoras e comunicadoras das organizações proponentes. Esta previsto a realização de 2 plenárias nacionais da rede/AMB, 1 reunião de sua coordenação nacional/ano. Nesta atividade está previsto também viagens/diárias de representação política da AMB nos estados e em ações nacionais, de modo que a coordenação possa garantir a gestão estratégica das relações políticas internas e externas.

 

Coordenação e Monitoramento da Ação, Gestão Administrativa e Financeira 

 

 

tem por finalidade assegurar o cumprimento desta Ação e garantir sintonia e articulação das equipes de ação programática e gestão administrativa das três organizações requerentes, com especial atenção para observância dos termos do contrato, documentos referencias das políticas de UE incluindo produção de documentos e formulários administrativos comuns a serem adotados, além do cumprimento do cronograma de monitoramento relatórios periódicos. Esta previsto 1 reunião entre entidades requerentes e AMB inicial de 5 dias e 1 reunião similar por ano. Ver descrição detalhada adiante.

Florescimento

 

O florescimento está formulado como a expansão e

fortalecimento da AMB.

Este grupo de atividades está formado por ações locais e Campanhas nacionalmente articuladas

 
 
Parte da Coletiva de Comunicação da Articulação de Mulheres Brasileiras  Foto: Carol Coelha

Ações Locais

 

 

As ações locais de florescimento são todas as atividades que florescerão no decorrer da execução dos planos de fortalecimento local apoiados financeiramente, pois espera-se que tais planos desenvolvam novas práticas organizativas, de ação estratégica com visibilidade e comunicação compartilhada capazes de impulsionar a voz das mulheres a partir das ações em seus territórios e aumentar potencial de impacto da Ação e da rede apoiada.

 

Ou seja, são as atividades apoiadas junto a rede/grupo alvo, e que constarão dos planos locais e seus relatórios, por esta razão estão inscritas na atividade A 1.3.1. e não constam como atividades no QL.

Campanhas

Campanhas com material de visibilidade da Ação e da UE. Pensada como espaço de inovação em comunicação e visibilidade, desenvolvida a partir das oficinas e intercâmbios ou outras atividades presenciais desta ação.

 

Esta atividade será construida de forma participativa nas instâncias da AMB, contando com participação das equipes das organizações proponentes. Estão previstos 2 kits (camisetas, bandeiras ou putyro) com 1 mil peças de visibilidades sendo 1 kit no ano 1 e 1 kit no ano 2. No ano 2 está previsto 1 cartaz.

Colheita

Denominação adotada para as iniciativas de mobilização social e incidência na defesa de direitos nacionalmente articuladas e realizadas combinando ações públicas e artivismo em prol de mudanças no ambiente político-cultural e institucional favoráveis à efetivação dos ODS. 

AMB no Fórum Feminista do Cumbre de los pueblos Contra el OMC – ARGENTINA
Foto: Gê (Coletiva de Comunicação da AMB)

Ações
Públicas de Incidência e Advocacia

 

 

Diretamente vinculada aos efeitos que a Ação for produzindo na melhora da situação da rede, esta atividade é colhida a partir do florescimento local (atividade anterior) e a Semeadura canalizando para iniciativas concretas os acordos, leituras e alianças, apoiadas na visibilidade e força acumulada que a rede tiver angariado para si a partir de outras atividades.

 

Esta atividade será liderada pela coordenação da AMB e será construída colaborativamente em instâncias organizativas da AMB, podendo contar com a participação ativa de integrantes das organizações proponentes. Ao longo dos 3 anos projetou-se uma media de 3 a 4 ações de incidência ano com delegação de mais de uma lideranças integrantes da rede AMB. No terceiro ano projetou-se a realização de um Tribunal de Mulheres: atividade a ser liderada pela rede AMB mas que pode ser em parceria e que deve ser projetada para alcançar grande visibilidade nacional e internacional.

Partilha

Denominação adotada para as iniciativas de mobilização social e incidência na defesa de direitos nacionalmente articuladas e realizadas combinando ações públicas e artivismo em prol de mudanças no ambiente político-cultural e institucional favoráveis à efetivação dos ODS.

Tribunal das Mulheres Sobre a Reforma da Previdência – Brasília

Diálogos Virtuais

 

A ser realizado preferencialmente através da plataforma da Universidade Livre Feminista, esta atividade cumprirá importante papel de partilha do ponto de vista interno à rede, atraindo o dialogo entre suas lideranças de diferentes estados, que tenham ou desejem trocar ideias sobre as problemáticas comuns que estão enfrentando em seus planos de ação e as práticas que estão tentando, bem como as estratégias. Permitirá uma identificação para sistematização das boas práticas de forma participativa, e, ao mesmo tempo, aprofundamento dos debates de leitura das problemáticas e análise dos avanços quanto ao método de gestão estratégica e ação da rede nos planos local e nacional. Esta atividade estará a cargo da equipe das organizações proponentes mas contará com educadoras especialistas em educação à distância especificamente contratadas para este fim. Foi projetado 1 Dialogo/ano com alcance médio de 100 lideranças /ano.

Intercâmbio e Mostra Pública de Artivismo e Práticas Criativas

 

Pensada para o terceiro ano, este intercâmbio tem ao mesmo tempo caráter de sistematização e de formação na ação, preparando a mostra pública. A finalidade é dar a conhecer publicamente as múltiplas possibilidades de ação política inovadora e difundir com visibilidade práticas desenvolvidas ao longo da Ação. Esta atividade estará a cargo da equipe das organizações proponentes mas contará com arte-educadoras especificamente contratadas para este fim. Os intercâmbios periódicos acontecerão por dentro dos cursos interestaduais de formação para ação pública. No ano 3 está projetado um intercâmbio nacional com duração de 5 dias seguido de uma mostra pública para assegurar grande visibilidade às melhores práticas inovadoras desenvolvidas.

 

Comunicação Institucional da AMB

 

Site, face, folhetos, publicações, vídeos. Atividade realizada ao longo da ação de forma permanente com a finalidade de superar os problemas de comunicação interna e amplia a audiência das ideias e proposições da rede AMA para um amplo publico. Esta atividade estará a cargo de profissionais especificamente contratadas para este fim.

Publicações

 

 

Para impulsionar o fortalecimento da AMB consideramos importante resgatar a sua memória histórica. Isso ajudará a rede a coletivamente repensar as suas opções e traçar seus caminhos frente ao novo contexto que estamos vivenciando no país. Pretendemos registrar esta memória em uma publicação impressa e um vídeo. Ao término do processo pretendemos produzir uma nova publicação, desta feita contendo a sistematização de metodologias que serão desenvolvidas nos agrupamentos locais e nacionalmente para o fortalecimento da rede. Desta forma pretendemos ter, ao longo do projeto: – 1 publicação sobre a memória da AMB; – 1 vídeo sobre a memória da AMB; – 1 publicação com a sistematização das práticas da AMB e sues agrupamentos.

Últimas da AMB

Comunicação feminista e feminismo para a comunicação

A Jornada Política das Mulheres em Brasília no mês de agosto não foi transmitida pela mídia tradicional, o que não é novidade. Mas coletivos e comunicadoras/es independentes se juntaram para colocar as pautas do movimento de mulheres em evidência no Brasil e no mundo, a exemplo da cobertura colaborativa de comunicação feminista feita pela Articulação de Mulheres Brasileiras.

Acompanhe