• Home »
  • #lutafeminista »
  • 02/12/16 – Transmissão ao vivo – Feminismo para o Enfrentamento à violência contra as mulheres

02/12/16 – Transmissão ao vivo – Feminismo para o Enfrentamento à violência contra as mulheres

ulf
Hoje, dia 2 de dezembro de 2016, realizaremos logo mais à noite nossa Conferência “Feminismo para o enfrentamento à violência contra as mulheres”,no Instituto Rose Marie Muraro, Rio de Janeiro.
Participarão como debatedoras Nilcea Freire, Vilma Piedade, Eleutéria Amora e Marcelle Decothé.
Marcelle Decothé é mulher preta e periférica, feminista negra que luta contra toda forma de machismo e opressão, ativista de direitos humanos, participa do fórum de juventudes do Rio de Janeiro e atua como campaigner Júnior da Anistia Internacional Brasil.
Vilma Piedade é mulher negra. Ativista Feminista e ferrenha no combate ao racismo. Mulher de Ase. Coordenadora Nacional de Articulação Política da RENAFRO (Rede Nacional de Religiões Afro- Brasileiras e Saúde) e Consultora na Temática Racial da CAMTRA- Casa da Mulher Trabalhadora. Faz palestras e formações com foco no tema da violência contra as mulheres negras desde 1997.
Nilcea Freire foi ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres entre 2004 e 2011, período em que a Lei Maria da Penha foi aprovada e serviu de base para a formulação de políticas públicas para o enfrentamento à violência contra as mulheres.
Eleutéria Amora é coordenadora geral – Casa da Mulher Trabalhadora no Rio de Janeiro, onde desenvolve projetos relacionados à violência com foco nas mulheres trabalhadoras. Também integra o Fórum de Enfrentamento à violência contra as mulheres (FEM) do estado.Nossa reflexão girará em torno de três eixos: as diferentes formas de lutar pelo fim da violência contra as mulheres; como está nossa luta hoje; e o que fazer diante dos desafios colocados.

Para participar, via facebook, entre no link do “evento”: https://www.facebook.com/events/775588585913122/  Ou na página da Universidade Livre Feminista: https://www.facebook.com/universidadelivrefeminista/